José Carlos Oliveira

O papel da Arquitetura de Interiores

Mário Picouto

Opinião Anterior
José Carlos Oliveira

“Pela radicalidade de um gesto simples”

José Carlos Oliveira

Próxima Opinião

INDÚSTRIA AUTOMÓVEL

André de Castro Pinheiro

CEO – AML Sport, S.A. Importador Aston Martin & Maserati

André de Castro Pinheiro
Aproxima-se aquela que poderá ser uma das décadas mais interessantes da indústria automóvel.
Até 2030, o paradigma da mobilidade sofrerá desafios e alterações relevantes – na forma de locomoção, em que a eletrificação vai continuar a ganhar terreno e a impor-se como uma alternativa válida e sustentável; na forma da condução, em que os sistemas de condução autónoma se estão a implementar cada vez mais; e na utilização, onde os SUV’s (mais polivalentes) estão a ganhar quota de mercado e em que também alguns sistemas de car-sharing estão a emergir, ainda de forma experimental, mas relevando uma tendência irreversível.
Esta mudança de paradigma não é alheia às marcas de luxo, estando até algumas na vanguarda destes movimentos e a liderar os processos de mudança. A Aston Martin é uma delas, com uma estratégia muito bem definida e que prevê lançar sete novos modelos nos próximos sete anos, abarcando, assim, as novas tendências desta indústria. Deste plano fazem parte, a lançar já em 2019, o primeiro SUV da marca e o Rapide E, um modelo 100% elétrico. Em 2021, assistiremos ao relançamento da marca Lagonda, que será a primeira marca de luxo com modelos exclusivamente elétricos e de condução autónoma muito avançada.
Também a Maserati está na liderança das novas tendências, já comprovada pelo lançamento, em 2016, do primeiro SUV Levante. Mais recentemente, o CEO do Grupo FCA (onde a marca se encontra inserida) reforçou a aposta no futuro da Maserati, anunciando que todos os novos modelos, a partir de 2019, terão uma versão eletrificada, para além de confirmar a produção de mais um SUV, de segmento médio.
Ninguém pode ter certezas sobre onde vamos chegar, mas que o caminho vai ser interessante, isso vai!